terça-feira, 11 de setembro de 2012

PAIS OU AMIGOS DOS FILHOS?

Filhos.

Como criá-los?!

Não exite manual. Difícil sempre foi essa missão.

No mundo de hoje, ensiná-los a cultivar valores, respeito e honestidade...

Como agir?

Meus amigos, este tema sempre me fez pensar.

Ser pai ou ser amigo dos filhos?

Devemos ser as duas coisas, sabendo mesclar as ocasiões, ou seja, sendo amigos e invariavelmente sendo pais.

Noto, hoje em dia, que os pais estão mais preocupados em ser amigos dos filhos do que propriamente pais.

Amigos são para nos dar força nas horas boas e más, normalmente tem a mesma idade e pensam do mesmo jeito.

Amigos jovens pensam como jovens, numa boa, muitas vezes inconsequentemente.

Pais, por já terem mais experiência e saberem como as coisas funcionam, orientam, educam, impõem limites, ensinam valores, enfim, preparam para a vida.

Podemos, sim, ser amigos de nossos filhos uma vez que o filho deve ter nos pais uma confiança ilimitada e a certeza de que quando precisar poderá contar com eles incondicionalmente.

SEMPRE.

Principalmente, quando ainda são crianças, pequenos seres em formação e crescimento, o lado pai deve falar mais alto do que o lado amigo.

Digo isso, no sentido de falar, de ensinar,  dizer a criança com firmeza o que ela pode ou não fazer, o que é certo ou errado ao contrário de passar a mão por cima, em nome do amor, com medo de que o filho não lhe queira bem mais tarde.

É preferível ficarmos chateados por colocar nossos filhos de castigo ou impor-lhes alguma restrição, quando pequenos, do que chorarmos mais tarde por não te-los ensinado corretamente.

Peque pelo excesso, jamais pela omissão.

É difícil? -  sim

Dá  trabalho?  -  Muito

Mas lembre-se, nossos filhos  vem para nós para que os orientemos e os preparemos para o Mundo e
quando tivermos que prestar contas e a nós for perguntado:

- QUE FIZESTES COM OS FILHOS QUE TE DEI?

que possamos responder com o coração:
- Eu lhes dei estudo, educação, princípios e condições para que voassem livremente .

Seja amigo de seus filhos, mas antes de tudo seja pai, aquele que eternamente estará zelando e orientado-o quando as pedras do caminho aparecerem.






Um comentário:

  1. Amigo ou Pai?
    Pai amigo, é tudo de bom! É presença que nos acalma, é alegria que nos encoraja, é proteção que nos faz sentir amados. Principalmente quando existe a coerência nescessária. Parabéns,
    assunto delicado,... exposto de forma melhor impossivel.
    Marcos

    ResponderExcluir