sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

VIOLENCIA SEM FIM. ATE QUANDO??????

Meus caros amigos

Esta semana, infelizmente, mais um torcedor morreu vítima da violência desenfreada que assola nosso país.

Foi no jogo do Corinthians quando um torcedor da FIEL (torcida organizada) resolveu acender um sinalizador e jogar contra a torcida adversária.

Acertou em cheio num garoto de 14 anos que não resistiu e veio a falecer.

Não consigo compreender porque estas pessoas vão para o campo de futebol com a intenção de brigar, agredir e, as vezes, até matar aqueles que não torcem pelo seu time. Entendo menos ainda quando brigam e se matam entre si.

Futebol está ficando difícil e perigoso de assistir ao vivo. 

Tal como a tragédia de Santa Maria, todos os responsáveis estão tirando o corpo fora e jogando a culpa em terceiros.

Assisti ontem uma entrevista do presidente do Corinthians que me deu a exata noção de como agem os "irresponsáveis" neste país.

O homem jurou de pés juntos que não tem nada com isso.

FOI UM ACIDENTE. Afinal quem poderia prever que aquele sinalizador iria atingir o garoto?

UMA FATALIDADE - disse este senhor todo poderoso - presidente do CORINTHIANS.

Como ele a grande maioria pensa assim. Disse ele  que o torcedor não teve a intenção de matar e que por isso não tem culpa.

Para esta BELA CABEÇA COROADA, não existe o  CRIME CULPOSO ("Culpa inconsciente ou pré-consciente - conduta voluntária sem intenção de produzir o resultado ilícito, porém, previsível, que poderia ser evitado. A conduta é resultado de negligência, imperícia ou imprudência").

Se a moda pega, não existe mais crime por dirigir bêbado, usar arma de fogo ou por qualquer ato que coloque em risco a integridade de alguém.

Aliás, esta prática da impunidade aos "poderosos" é que leva nosso país a esta situação.

Tomara que os culpados sejam punidos exemplarmente, tanto estes do jogo referido como aqueles que causaram a tragédia da boate Kiss e muitas outras que podem acontecer por causa da:

GANÂNCIA, NEGLIGÊNCIA, IMPERÍCIA, IMPRUDÊNCIA, INCOMPETÊNCIA das pessoas e órgãos responsáveis.

Não precisamos que se criem mais leis, só precisamos que se cumpram as que já existem.

QUE AS AUTORIDADES CONSTITUÍDAS CUMPRAM SEU PAPEL E DEIXEM DE DEMAGOGIA.

Grande abraço.




segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Somente hoje abandone à Pre-ocupação - 2º Princípio do Reiki

 

Achei oportuna esta matéria, já que nos leva a refletir sobre o 2º princípio do Reiki.

PRÉ-OCUPAÇÃO

A estratégia da preocupação é nos manter distantes do momento presente, imobilizando as realizações do agora em função de coisas que poderão ou não acontecer.

Desperdiçamos, por conseqüência, tempo e energias precio­sas, obcecados com os eventos do porvir, sobre os quais não temos qualquer tipo de comando, pois olvidamos que tudo que podemos e devemos dirigir é somente nossas próprias vidas.

São realmente diversas as preocupações sobre as quais não temos nenhum controle: a doença dos outros, a alegria dos filhos, o amor das pessoas, o julgamento alheio sobre nós, a morte de fami­liares e outras tantas. Podemos, porém, nos “pré-ocupar” o quanto quisermos com essas questões, que não traremos a saúde, a felici­dade, o amor, a consideração ou mesmo o retorno à vida, porque todas elas são coisas que fogem às nossas possibilidades.

Outra questão é quando passamos por enormes dese­quilíbrios causados pelo desgaste emocional de nos ocuparmos an­tes do tempo certo com coisas e pessoas, o que ocasiona insô­nias, decepções e angústias pelo temor antecipado do que poderá vir a acontecer no amanhã.

Não confundamos “pré-ocupação” com “previdência”, por­que se preparar ou ser precavido para realizar planos para dias vindouros é tino de bom senso e lógica; mas prudência não é preocupação, porque enquanto uma é sensata e moderada, a outra é irracional e tolhe o indivíduo, prejudicando-o nos seus projetos e empreendimentos do hoje.

Nossa educação social estimula o vício do “pensamento preocupante”, principalmente no convívio familiar, onde teve iní­cio o fato de relacionarmos preocupação com “dar proteção”.

Passamos a nos comportar afirmando: “Lógico que eu me preocupo com você, eu o amo”, “Você tem que se preocupar com seus pais”, “Quem tem filhos vive em constante preocupação”.

Pensamos que estamos defendendo e auxiliando os entes queridos, quando na verdade estamos confinando-os e prejudican­do-os por transmitir-lhes, às vezes, de modo imperceptível, medo, insegurança e pensamentos catastróficos.

“Não estejais inquietos pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo.
A cada dia basta seu mal”.


O Criador provê suas criaturas como necessário, porquanto seria impossível a Natureza criar em nós uma necessidade sem nos dar meios para supri-la. “Vede os pássaros do céu, vede os lírios dos campos”.

Além do mais, pedia-nos que fizéssemos observações de como a vida se comporta e que deixássemos de nos “pré-ocupar”, convidando-nos a olhar para nossa criação divina que a todos acolhe.

O Mestre queria dizer com essas afirmativas que tudo o que vemos tem ligação conosco e com todas as partes do Universo e que somos, em realidade, participantes de uma Natureza comum. As mesmas causas que cooperam para o benefício de uns cooperam da mesma forma para o de outros. Quando há confiança, existe fé; e é essa fé que abre o fluxo divino para a manutenção e prosperida­de de nossa existência, dando-nos juntamente a proteção que buscamos em todos os níveis de nossa vida.
Espírito de Hammed."



Gostei muito.

O texto fala sobre nossa preocupação com assuntos que na maioria das vezes, não são nossos. e o quanto somos impotentes para resolvê-los ou modificá-los, causando-nos angustias, desgaste emocional, perda de sono, inquietações.

VAMOS EXERCITAR A LEVEZA.

Sejamos mais lights com nossas situações da vida, com nossas "PREOCUPAÇÕES", "PRECONCEITOS" e "PREJULGAMENTOS".

Tudo passa pela nossa maneira de encarar a vida, seus problemas e aceitar as situações que se apresentam no dia a dia.

Uns tem tanto e se queixam, outros tem menos, agradecem e vivem felizes.

Como diz Zeca Pagodinho  -  DEIXA A VIDA ME LEVAR . VIDA LEVA EU.

SEJAMOS GRATOS PELO QUE TEMOS. 

Abraços.