quinta-feira, 4 de setembro de 2014

RACISMO

M A C A C O -

ESTA FOI A PALAVRA. O GRITO DA TORCEDORA PARA O GOLEIRO DO SANTOS.

Imagino o que esta moça deve estar passando desde o dia do jogo onde foi flagrada juntamente com mais alguns torcedores,  pelas câmeras de TV xingando o goleiro "ARANHA" do Santos Futebol Clube.

Racismo é crime, inafiançável e dá cadeia. Será que tudo isto já não basta?

Esta moça está sendo execrada publicamente, e até correndo risco de vida, por um ato que cometeu durante um jogo de futebol, onde os ânimos estavam alterados,  o resultado do jogo não era favorável, o juiz era fraco e o goleiro ofendido fazia cera para ganhar tempo.

Eu sei que para o goleiro foi difícil engolir esta ofensa, não é fácil ser discriminado, e tem toda a razão em reclamar e de se  sentir ofendido. Só que se o resultado fosse adverso, se seu time estivesse perdendo, ele teria feito cera? 

Ele aproveitaria esta chance, que caiu do céu, para chamar o juiz, (que nada viu ou escutou) e faria tudo que fez?

Com certeza não?

Deixaria para o final do jogo fazer a denuncia e aí sim reclamar da vergonha que foi tudo que 
aconteceu.

Não justifica a atitude dela, e por favor não me entendam mal, não estou apoiando atos de racismo, ao contrário sou totalmente contra este tipo de discriminação.

Só acho que a mídia, televisão e jornal, fizeram um carnaval muito grande sobre este assunto, ajudaram e muito para o acirramento dos ânimos contra esta moça.

Mexeram com a emoção da população, só falaram disso dia e noite e sabemos muito bem que a TV e jornal fazem a cabeça do povo.

Até o julgamento de hoje contra o GRÊMIO, que já havia tomado todas as providencias necessárias para a identificação dos sócios, que participaram desta vergonha, excluindo os responsáveis do seu quadro social.

Foi um CIRCO montado para "lavar a honra e a moral" do futebol brasileiro.

O GRÊMIO, serviu de bode expiatório para que acabe o racismo no futebol.

Como se isso fosse verdade.

É claro que por um período vai acalmar, mas eu jogo que daqui mais um tempo alguém vai novamente chamar um jogador negro de MACACO, e se for no eixo Rio/São Paulo eu quero ver qual será atitude dos Srs. Drs. Auditores.

Será que ficarão tão indignados quanto ficaram desta vez?

Será que já virão com um resultado pronto e igual, pois os 5 acompanharam o Relator?

Lembro que  a GAVIÕES DA  FIEL, torcida "muito bem comportada" do CORINTHIANS, acompanhando seu time num jogo na cidade de URURO, mataram um garoto durante o jogo. 

O que resultou disto?

Prenderam 6 ou 7 torcedores lá na Bolívia e a mídia comentou sim, mas depois ficou indignada porque prenderam os coitadinhos lá e eles não podiam voltar para casa.

Onde estão este pessoal?  Estão presos? 

Foram taxados de assassinos?

Generalizaram dizendo que a torcida Corinthiana era assassina?

Em algum momento, alguém disse que o Corinthians era um time assassino?

Excluíram o CORINTHIANS da competição?

CLARO QUE NÃO.
AFINAL  DE CONTAS HOMOFOBIA É PIOR QUE ASSASSINATO!!!!!!

Para encerrar:

Discriminação é um substantivo feminino que significa distinguir ou diferenciar. No entanto, o sentido mais comum desta palavra aborda a discriminação como fenômeno sociológico.

A discriminação acontece quando há uma atitude adversa perante uma característica específica e diferente. Uma pessoa pode ser discriminada por causa da sua raça, do seu gênero, orientação sexual, nacionalidade, religião, situação social, etc.

Só uma dúvida -

No Santos é Peixe, no Flamengo é Urubu, no São Paulo é Bambi, no Palmeiras é Porco, no Inter é o Sacy e pior eles usam produtos registrados com a figura de um Macaco (discriminação de gênero).
Nossa torcida é chamada de Gay (discriminação de orientação sexual).

Alguém sabe o nome deste goleiro?  Ele é conhecido como ARANHA!!!!  (Discriminação de gênero).

Eu pergunto?

Vão acabar com tudo isso?

Viva o Brasil

O Futebol brasileiro a partir de hoje está com a "alma lavada e enxaguada "
como dizia ODorico Paragassú na novela O BEM AMADO.

Grande abraço.




Nenhum comentário:

Postar um comentário