sábado, 12 de novembro de 2011

DIVISÃO DO ESTADO DO PARÁ




É mais fácil separar a água do vinho que a hipocrisia da verdade no julgamento das ações humanas.
Carlos Malheiro Dias



Conforme contagem populacional realizada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população é de 7.581.051 habitantes, distribuídos em 143 municípios. A grande extensão territorial do Pará tem sido um dos argumentos utilizados para uma divisão desse território e a consequente formação de dois novos estados, além do atual Pará: Tapajós e CarajásOs defensores desse projeto alegam que em razão da extensão paraense, as políticas públicas não são realizadas com eficácia, e a redução dessa área proporcionaria administrações mais eficientes.
Opositores a essa divisão argumentam que esse processo geraria gastos desnecessários para a União e que essa proposta é uma estratégia política, pois 3 novos cargos de senadores e 8 de deputados seriam proporcionados para cada um desses novos estados.


Agora eu pergunto:  


1 - Você acha que esta divisão proposta tem a ver com a preocupação das autoridades com a extensão territorial e com a eficácia e eficiência das politicas públicas?


2 - Você acha que é uma estratégica política para a criação de 6 cargos de Senadores e 16 cargos de Deputados mais vários assessores e todos aqueles que gravitam, ao redor dos cargos políticos?

Um comentário:

  1. Dividir o Estado do Pará?!?!?!?! Imagine se a moda pega (os Estados do Mato Grosso e da Amazonas tb possuem grande extensão territorial e com populações em torno de 4 milhões de pessoas cada)... Só sei de duas coisas, caso isso ocorra: as políticas públicas continuarão não sendo realizadas com eficácia, e os gastos públicos aumentarão em vão... CHEGA DE SOLUÇÕES PALIATIVAS!!! Vamos melhorar a fiscalização do dinheiro público!!! Vamos melhorar o caráter dos brasileiros, não só dos políticos, mas também o meu e o seu !!!
    Fernanda Coimbra.

    ResponderExcluir