quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O PAIS DAS GAMBIARRAS - TRAGEDIA EM SANTA MARIA

Gambiarra (Subst. Fem.) No Brasil, o significado predominante seria "improvisação". Em Portugal, o significado predominante seria "extensão de luz". Entre outros significados, destacam-se "ramificação de luzes" (Ferreira, 1999), "ligação fraudulenta; gato" (Houaiss, 2001), "relação extraconjugal" (Navarro, 2004). O termo "gambiarra" costuma ser usado também como adjetivo, significando "precário", "feio", "tosco", "mal acabado". Inflexões modernas da palavra (gírias), no sentido de improvisação: Gambis; Gambi; Gambota.
Estávamos saindo para um tempo de férias com filho, nora e netos, quando fomos surprendidos com a terrível notícia da tragédia na boate KISS em Santa Maria.
 
Aflitos, primeira coisa,  procuramos saber notícias de nossos jovens, queridos, que por lá moram ou estudam.
 
Depois de saber que todos estavam bem, rezarmos  pelas vitimas e suas famílias, seguimos viagem rumo a Torres, perplexos com o ocorrido.
 
Jovens, curtindo a vida, numa boa, como eles mesmos dizem, são mortos devido a um incêndio ocorrido pelo mau uso de um sinalizador num lugar fechado e em condições precárias de segurança.
 
Boates com uma única entrada, sem saídas de emergencia, super lotação.
 
Quantas estão nesta situação, por este Brasil afora, sem vistorias, com documentação e licenças irregulares, e a fiscalização fazendo vista grossa.
 
Creio que deveria ser assim:  SÓ ABRE DEPOIS DE REGULARIZADO.
 
Mas a arrecadação, o ganhar dinheiro, a ganância, fala mais alto.
 
ATÉ  QUANDO?
 
Atitudes, proibições são prometidas enquanto dura nossa indignação, depois cai tudo no esquecimento  e nada acontece.

Nenhuma atitude é tomada, ninguém é responsabilizado devidamente, só permanece a dor dos familiares e a vida continua até a próxima tragédia.

 
VEJAM O QUE EU RECEBI COM RELAÇÃO AO ASSUNTO:

 
"À procura dos culpados no país das gambiarras (Clovis Horst Lindner - Joinville - SC)

Aconteceu de novo. Todo o país está chocado. O surreal cenário do piso de um ginásio de esportes com mais de 230 corpos estendidos é o resumo de uma ópera bufa. As vítimas são todas “jovens, jovens, jovens”. O motivo de mais um luto nacional é outra vez o mesmo: uma sucessão de gambiarras.

Elas estavam lá em 2006, na queda do avião zerinho da Gol que se chocou com um Legacy e matou 154 pessoas. Estavam lá em 2007, no acidente da TAM que vitimou 199 pessoas. Elas também estavam a bordo do voo da Air France, que matou 228 pessoas em 2009. Depois de apontar “culpados”, novas gambiarras tentam contornar o quadro caótico da aviação civil brasileira. A ocorrência de novas tragédias não é uma questão de “se”, mas de “quando”, pois são de fácil previsão.

A sucessão de exemplos de gambiarras facilmente preencheria esta e muitas outras páginas. Elas são massivamente utilizadas em bares, restaurantes, shoppings, supermercados, quadras esportivas, estádios de futebol, casas noturnas, teatros, cinemas e outros.

Em aeroportos, aeronaves, portos, navios e barcos, caminhões, trens, carros, motos e bicicletas elas estão lá, como uma praga definitiva. Marcam presença em nossas rodovias e estradas, na segurança do trânsito, nas calçadas cheias de armadilhas, na fiação ao longo de toda sorte de redes de eletricidade e de comunicação.

Elas estão em nossos prédios, casas, móveis e utensílios domésticos; em nossas roupas e calçados. Para resumir numa frase, uns fingem que cumprem as leis e outros fingem que fiscalizam. Os tristes resultados de toda essa absurda irresponsabilidade social epidêmica do país do “jeitinho” manifestam-se a cada nova tragédia.

Depois, começa o infindável empurra-empurra em busca de culpados. Sucedem-se as promessas de punição rigorosa e mudanças nas leis e na fiscalização. Mas o tempo desmente todas as nossas promessas, até que ocorra o próximo drama.

No caso de Santa Maria, não se trata de defender a banda que utilizou o sinalizador ou o dono da boate; a ausência de saídas de emergência ou os seguranças que impediram os jovens de sair sem pagar. A culpa é deles, mas também dos bombeiros e da prefeitura que não fiscalizaram com o rigor necessário.

Mas há um aspecto de culpa coletiva em tudo isso. Ele pode estar na sociedade que obriga os jovens a ir a uma verdadeira arapuca isolada acusticamente com material altamente inflamável para que a música não incomode quem não está na festa. E elas existem às milhares em quase todas as cidades brasileiras, todas com o mesmo isolamento acústico que asfixiou os jovens corpos que forraram o chão do ginásio de esportes em Santa Maria.

A principal culpa coletiva é o “jeitinho” que tanto nos caracteriza. Em vez de procurar um bode expiatório para assumir a culpa, está mais que na hora de mudar o nosso teimoso comportamento de resolver tudo à base de gambiarras."

sábado, 19 de janeiro de 2013

NIÓBIO - VOCE SABE O QUE É ISSO????

Bom dia a todos

Recebi de um amigo.

Fundamental que divulguemos mais esta vergonha, mais este roubo que está sendo feito em nosso país.

Assista ao video. Clique 2 vezes sobre o link.  Este brasileiro mora no Canada.

http://www.youtube.com/watch?v=YRuHMopKkfc



Até quando vamos seguir só comentando sem tomar alguma atitude?

Divulguem pode ser que assim o povo brasileiro acorde e mostre sua indignação com toda esta situação que está posta.

O problema é que os políticos deste meu Brasil, são tão espertos (todos, sem exceção de partido), que montaram uma estrutura tão bem feita, que é dificil tirá-los do poder.

A população, apesar da grande quantidade de impostos, da saúde, segurança, educação e outras cositas mais estarem em estado precaríssimo, o povo está melhor alimentado, o salário mínimo aumentou e o poder de compra da classe pobre melhorou.

Estão comprando mais, tendo acesso a tudo aquilo que sempre desejaram,  e assim sendo felizes.

Por trás de tudo isto. 

MEU DEUS!!!!!!!!`

É só corrupção, só falcatruas,  a tal ponto que os políticos honestos que existem neste país, serem incluídos no mesmo saco de gatos.

ATÉ QUANDO VAI ISTO??????















 


 


terça-feira, 8 de janeiro de 2013

COMPORTAMENTO GERAL

Meus amigos

José Genuino -

Assumiu dia 03/01 o cargo de Deputado Federal, apesar de condenado no processo do Mensalão.

A legislação permite que ele assuma até que se esgotem os recursos (infindáveis) no STF

Edição do dia 02/01/2013
02/01/2013 21h24 - Atualizado em 04/01/2013 17h41 - Jornal Nacional

"No julgamento do Mensalão, o Supremo já decidiu que os deputados condenados devem perder o mandato, mas a decisão só valerá depois que não houver mais possibilidade de recurso da defesa à decisão do tribunal."

"Na saída do Congresso, Genoino - que já foi deputado por seis mandatos - foi abordado por um jornalista que perguntou se ele achava correto voltar à Câmara depois da condenação. Genoíno ficou irritado: “Eu falo amanhã depois da posse e você está me provocando. Seu torturador moderno!” -  NÃO JUDIA DO POBREZINHO.

                                    ____________________________________________                          

Carlinhos Cachoeira -
Condenado a quase 40 anos de prisão por corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro, entre outros crimes, o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, está descansando numa praia paradisíaca do litoral baiano "por recomendações médicas", segundo afirmou nesta segunda-feira o seu advogado, Nabor Bulhões. Cachoeira, que recorreu da condenação, tem permissão para transitar dentro do território nacional, bastando para isso que comunique o deslocamento à Justiça, o que ele fez. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

"Ele está se tratando do quadro depressivo agudo que o acometeu após a longa internação de nove meses (no ano passado no presídio da Papuda, em Brasília) longe do convívio familiar", disse Nabor,  que a "comida péssima" 
o "local horroroso" agravou o estado de saúde de seu cliente. "Não à toa, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que preferia morrer a ficar num presídio medieval do Brasil", completou, referindo-se a uma recente declaração de Cardozo. Nabor relatou que dias depois de ser solto, em dezembro, Cachoeira teve uma crise aguda de saúde, precisando ser internado. Em liberdade, Cachoeira se casou no fim de ano com Andressa Mendonça e viajou em lua de mel para um resort de luxo na praia de Maraú, no litoral baiano. Segundo o advogado, Cachoeira não violou nenhuma norma legal. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Foi solto em Dezembro, teve uma crise aguda de saúde precisou ser internado, casou e foi  curar a "saúde" num resort de luxo no litoral baiano.  AH, COITADO!!!!!!!.
                                              ______________________________________________________

Lembrei da musica do Gonzaguinha - COMPORTAMENTO GERAL - que diz assim:

VOCE DEVE NOTAR QUE NÃO TEM MAIS TUTU E DIZER QUE NÃO ESTÁ PREOCUPADO.

VOCE DEVE LUTAR PELA XEPA DA FEIRA E DIZER QUE ESTÁ RECOMPENSADO.

VOCE DEVE ESTAMPAR SEMPRE UM AR DE ALEGRIA E DIZER TUDO TEM MELHORADO.

VOCE DEVE REZAR PELO BEM DO PATRÃO E ESQUECER QUE ESTÁ DESEMPREGADO

VOCE MERECE, VOCE MERECE, TUDO VAI BEM, TUDO LEGAL

CERVEJA, SAMBA, E AMANHÃ SEU ZÉ SE ACABAREM COM TEU CARNAVAL?

                                                    _____________________________________________________

Pessoal estas são as leis do nosso país feitas pelos mesmos politicos que se beneficiam delas.

Mas agora a COPA 2014 está aí e tudo vai melhorar.!!!!!!!!!!!!????????


SE  GONZAGUINHA FOSSE VIVO PEDIARIA LICENÇA E TROCARIA  O FINAL DA LETRA:

NÓS MERECEMOS, NÓS MERECEMOS

TUDO VAI BEM,  TUDO LEGAL.

CORINTHIANS É BI MUNDIAL E AÍ VEM O CARNAVAL !!!!!!